Comunicado pcp ucrania

comunicado pcp ucrania

Qual a posição do PCP sobre o conflito entre ucranianos e russos?

Esta publicação no Facebook, partilhada dia 22 de fevereiro, referia que o PCP ainda não tinha tomado qualquer posição pública sobre o conflito (ainda não militar) entre ucranianos e russos.

Qual a solução para o conflito na Ucrânia?

E sublinhou: No quadro em que o conflito na Ucrânia está hoje colocado, a solução da paz só pode ser alcançada travando a escalada de confrontação da NATO, dos Estados Unidos e da União Europeia com a Rússia e contando com o contributo da Rússia para uma solução política e pacífica negociada.

Por que o PCP não foi capaz de sair do buraco?

“O PCP não só não foi capaz de sair do buraco, como foi cavando vários buracos. Depois de condenar o Ocidente, a NATO e os EUA, defendendo Vladimir Putin, sem se aperceber que Putin é uma das referências da direita radical atual, o PCP só condenou Putin devido às críticas que ele fez a Lenine”, acusa o politólogo, disparando:

Quem exigiu o fim da invasão da Ucrânia?

Um pouco por todo o mundo, milhares de pessoas saíram às ruas para protestar contra as ações do Governo russo, e Portugal não foi exceção. Em Lisboa, em frente à Embaixada da Federação Russa, os manifestantes – ucranianos, portugueses, e não só – exigiram o fim da invasão russa da Ucrânia, apelando à paz e ao diálogo.

Já morreram quase 14.000 pessoas no conflito e existem 1,5 milhões de deslocados internos na Ucrânia, segundo o governo ucraniano. O que pretende Putin?

Qual a situação da Linha da frente na Ucrânia?

Postagens relacionadas: