Bloco de esquerda legislativas 2022

bloco de esquerda legislativas 2022

Qual a importância do bloco de esquerda para a sua lista de divulgação?

Ao recolher os teus dados para a sua lista de divulgação, o Bloco de Esquerda assegura a confidencialidade e a segurança dos mesmos, em cumprimento do RGPD, garante que nunca serão transmitidos a terceiros e apenas serão mantidos enquanto desejares, podendo solicitar-se alteração ou cancelamento através do e-mail bloco.esquerda@bloco.org

Qual é o programa eleitoral do bloco de esquerda para as legislativas de 30 de Janeiro?

O Bloco de Esquerda apresenta nos próximos dias o seu programa eleitoral para as legislativas de 30 de janeiro, com as prioridades para a legislatura e uma visão para a transformação estrutural da economia portuguesa no período pós-pandemia. Dossier organizado por Luís Branco.

Quando será a eleição do bloco de esquerda?

Catarina Martins apresenta o programa do Bloco para as legislativas 2022. Fotografia: Ana Mendes A coordenadora nacional do Bloco de Esquerda apresentou hoje o programa com que o partido se apresentará às eleições legislativas de dia 30 de janeiro de 2022.

Quais foram as consequências das eleições legislativas de 6 outubro?

As eleições legislativas de 6 de outubro ficaram marcadas pela derrota da direita e pela vitória do PS sem maioria absoluta. Bloco mantém 19 deputados. Veja aqui as declarações de Joana Mortágua, Jorge Costa e Catarina Martins na noite eleitoral. Ler mais ...

Quais foram as principais características do bloco de esquerda?

Foi fundada como partido político comunista, de tendência maoista, em 1974 e chegou ao Bloco de Esquerda como a ala marxista mais ortodoxa do partido. A sua corrente de pensamento ideológico era o aprofundamento teórico do marxismo e a formação de revolucionários.

Como nasceu o bloco de esquerda?

Como nasceu o Bloco de Esquerda? O Bloco de Esquerda foi fundado em 1999 pela junção de três partidos políticos da esquerda radical – a União Democrática Popular, o Partido Socialista Revolucionário e a Política XXI, aos quais depois também se juntaram outros pequenos movimentos políticos e de cidadãos.

Quais eram os objetivos da fundação do bloco de esquerda?

Os objetivos da fundação do Bloco de Esquerda passavam por criar uma ‘nova esquerda’ anti-capitalista, anti-conservadora, socialista, feminista e ecologista, para preencher aquilo que os seus fundadores descreviam como o vazio sentido por aqueles que não se identificavam nem com o PCP, nem com o PS, visto como demasiado central e neo-liberalista.

Quais são os principais partidos políticos do bloco de esquerda?

O Bloco de Esquerda foi fundado em 1999 pela junção de três partidos políticos da esquerda radical – a União Democrática Popular, o Partido Socialista Revolucionário e a Política XXI, aos quais depois também se juntaram outros pequenos movimentos políticos e de cidadãos.

Quais são as principais características do bloco de esquerda?

3 - O Bloco de Esquerda defende e promove uma cultura cívica de participação e de ação política democrática como garantia de transformação social, e a perspetiva do socialismo como expressão da luta emancipatória da Humanidade contra a exploração e opressão. 1 - O símbolo é composto por uma estrela humanizada de cor vermelha.

Qual a cor do símbolo do bloco de esquerda?

1 - O símbolo é composto por uma estrela humanizada de cor vermelha. 2 - Na atividade regular do Movimento, o símbolo pode ter outras cores, em homenagem aos diversos patrimónios ideológicos e de lutas que no Bloco de Esquerda confluem.

Quais foram as assembleias eleitorais para a 12 convenção do bloco de esquerda?

Foram eleitos 233 delegados pela Moção A, 8 pela Moção C, 66 pela Moção E, 5 pela Moção N e 9 pela Moção Q. As várias plataformas locais terão no seu conjunto 22 delegados. Ler mais ... Consulta aqui as minutas com todas as informações relativas às Assembleias Eleitorais para a XII Convenção do Bloco de Esquerda. Ler mais ...

O que aconteceu com o bloco de esquerda em Matosinhos?

A XII Convenção Nacional do Bloco de Esquerda, em Matosinhos, termina este domingo com a eleição da Mesa Nacional e da Comissão de Direitos e a votação de cinco moções de orientação política. Catarina Martins vai continuar a coordenar o partido.

Postagens relacionadas: