Covilhã

covilhã

Qual a importância da Covilhã?

A importância da Covilhã, neste período, explica-se não apenas pelo título notável que lhe concedeu o rei D. Sebastião como também pelas obras aqui realizadas e na região pelos reis castelhanos. A Praça do Município foi até há poucos anos, de estilo filipino.

Como é a cidade de Covilhã?

Cidade de montanha com muitas histórias para contar. O que lhe propomos é que se deixe guiar pela descoberta da cidade e da sua envolvência. Localizada no Interior de Portugal, a Covilhã é uma cidade serrana muito sui generis.

Qual é o passado da Covilhã?

O passado da Covilhã remonta aos tempos da romanização da Península Ibérica, quando foi castro proto-histórico, abrigo de pastores lusitanos e fortaleza romana conhecida por Cava Juliana ou Silia Hermínia. Quem mandou erguer as muralhas do seu primitivo castelo foi D. Sancho I que em 1186 concedeu foral de vila à Covilhã.

Por que morar em Covilhã?

Portanto morar em Covilhã é saber que, no Verão, o clima é seco, com a umidade do ar baixa. Há também o perigo relacionado aos incêndios florestais, bem comuns em várias cidades de Portugal nesse período do ano. Por outro lado, o mês mais frio é Janeiro, com média de 6,2°C.

Quais as principais características da história da Covilhã?

A Covilhã tornou-se, desde a Antiguidade, num ponto de cruzamento de estradas e caminhos. Foi conquistada e reconquistada várias vezes, chegando os mouros a destruí-la quase por completo. Estes acontecimentos levaram a que as gentes da Covilhã criassem o seu próprio município, segundo Alexandre Herculano, para se poderem organizar e defender.

Por que morar em Covilhã?

Portanto morar em Covilhã é saber que, no Verão, o clima é seco, com a umidade do ar baixa. Há também o perigo relacionado aos incêndios florestais, bem comuns em várias cidades de Portugal nesse período do ano. Por outro lado, o mês mais frio é Janeiro, com média de 6,2°C.

Qual é o passado da Covilhã?

O passado da Covilhã remonta aos tempos da romanização da Península Ibérica, quando foi castro proto-histórico, abrigo de pastores lusitanos e fortaleza romana conhecida por Cava Juliana ou Silia Hermínia. Quem mandou erguer as muralhas do seu primitivo castelo foi D. Sancho I que em 1186 concedeu foral de vila à Covilhã.

Quais são as principais características da cidade-fábrica de Covilhã?

Antes cidade-fábrica, a partir da específica atuação na indústria dos lanifícios, hoje Covilhã caracteriza-se por ser um município que progride junto com a Universidade da Beira Interior (UBI). Além disso, vale citar que a cidade era conhecida como a Manchester Portuguesa pela sua longa tradição na produção têxtil.

Qual é a história da Covilhã?

D. Raimundo Pais de Riba de Vizela, nascido em 1130, foi um Rico-homem do Reino de Portugal que exerceu o cargo de Governador da Covilhã entre 1196 a 1199. Mem Soares de Melo, um nobre do Reino de Portugal e o 1.º Senhor de Melo.

O que é a Covilhã e qual a sua importância?

Se os filhos de Adão pecaram os da Covilhã sempre cardaram. A Covilhã foi na região da Beira Interior, até aos séculos XVIII/XIX, o centro polarizador de uma produção de tecidos de lã dispersa realizada em regime doméstico e artesanal.

Quando a Covilhã foi conquistada?

A Covilhã tornou-se, desde a Antiguidade, num ponto de cruzamento de estradas e caminhos. Foi conquistada e reconquistada várias vezes, chegando os mouros a destruí-la quase por completo.

Por que morar em Covilhã?

Portanto morar em Covilhã é saber que, no Verão, o clima é seco, com a umidade do ar baixa. Há também o perigo relacionado aos incêndios florestais, bem comuns em várias cidades de Portugal nesse período do ano. Por outro lado, o mês mais frio é Janeiro, com média de 6,2°C.

Postagens relacionadas: