Alterar morada carta de condução

alterar morada carta de condução

Quando os condutores vão deixar de alterar a carta de condução quando mudam de morada?

Os condutores vão deixar, já a partir de janeiro, de alterar a carta de condução quando mudam de morada, passando a contar a que está registada no cartão do cidadão, foi esta quinta-feira anunciado.

Quando mudar a carta de condução?

Relativamente à morada, como também já informámos, quando esta mudar, já não vai precisar de alterar a carta de condução, até porque essa informação deixa de ser considerada. A partir de agora, apenas o cartão de cidadão serve para justificação da morada do condutor.

Por que as cartas de condução emitidas depois de 2017 deixaram de conter a morada?

É por este motivo que desde a implantação do programa “Carta Sobre Rodas”, as cartas de condução emitidas depois de 2017 deixaram de conter a morada. O projeto “Carta Sobre Rodas” não vem apenas eliminar a necessidade de alterar a morada na carta de condução.

Qual é o novo modelo da Carta de condução?

O novo modelo da carta de condução continua a adicar da indicação da morada. Como já te deves ter apercebido, desde as cartas de condução emitidas a partir de janeiro de 2017 deixaram de ter qualquer referência à morada do condutor.

Como alterar a carta de condução quando mudamos de morada?

Também desde esta data os condutores deixam de ter que alterar a carta de condução quando mudam de morada, passando a constar da base de dados do IMT, a morada registada no cartão do cidadão. No caso de optar por renovar a sua carta no balcão online do IMT, a sua carta nova estará pronta no prazo de 10 dias. 3.

Como saber a morada do condutor?

Segundo o IMT, a informação relativa à morada do condutor é retirada da face da carta de condução, passando a constar apenas na base de dados do IMT, sendo aquela que consta do cartão do cidadão.

Quais são as regras de renovação da Carta de condutor?

A sua revalidação é obrigatória, segundo a lei, e tem de respeitar determinados períodos, dependente da idade do condutor e do tipo de veículo. Com as alterações constantes na lei, é natural que os condutores não estejam a par das regras de renovação da carta.

Quem muda de casa pode pedir a renovação da Carta de condução?

Quem mudar de casa já não tem de pedir a renovação da carta de condução. A medida foi anunciada esta quinta-feira, 2 de Junho, pelo Governo e está enquadrada no programa Simplex 2016. A morada é retirada da face da carta de condução.

Com a entrada em vigor do Regulamento Europeu n.º 2021/267, todas as cartas de condução com limite de validade entre 1 de fevereiro de 2020 e 30 de junho de 2021 veem os respetivos prazos alargados, pelo menos até 1 de julho de 2021. Consulte o resumo das novas regras. Simulador: Quando deve renovar a sua carta de condução?

Posso alterar a morada da Carta de condução?

Posso alterar a morada da Carta de condução?

Essa informação passa a estar disponível apenas na base de dados do Instituto da Mobilidade e dos Transportes (IMT), tendo por base a informação que consta no Cartão de Cidadão. Assim sendo, caso mude de residência fiscal, é necessário apenas alterar a morada no Cartão de Cidadão.

Quais as alterações à Carta de condução em 2017?

Uma das alterações à carta de condução em 2017 baseia-se na morada que está na carta. A partir deste ano, os condutores deixam de ter de alterar a carta quando mudam de morada. A informação relativa à morada passa a constar na base de dados do IMT, e é retirada da carta de condução.

Qual a validade da Carta de condução em 2017?

Parte das alterações á carta de condução em 2017 tocam também na sua validade. Condutores das cartas de condução das categorias AM, A1, A2, A, B1, B, e BE habilitados a partir de 30 de julho de 2016, passam a ter de renovar a carta a cada 15 anos, em vez de a cada 10.

Quais as novidades da Carta de condução a partir de 02 de Janeiro?

A grande transformação digital do atendimento ocorre a partir de 02 de janeiro, os cidadãos passam a poder utilizar os serviços on-line para renovar a carta de condução. No final do primeiro trimestre, passamos a ter disponível a transmissão eletrónica do atestado médico do Ministério da Saúde diretamente para o IMT, afirmou.

Postagens relacionadas: